14 de jul de 2009

Prelúdio (Parte I) - O Início da Assembléia.

1860. O inverno assola a região americana do Colorado. Apesar das pesadas nevascas, a Assembléia do Caern do Vento Escondido encontra-se reunida. Afinal, é uma data especial: o rito de passagem dos filhotes, a comprovação de que os pequenos têm dignidade o suficiente para serem tratados por “Garou”. Quatro jovens encontram-se um pouco acanhados em um canto, aguardando o momento em que serão chamados.

Chaleira Preta, o Meia-Lua Uktena chefe do caern, põe-se à frente e profere as seguintes palavras, dando início à Assembléia:

- Vocês, sentados ao Leste, vocês, sentados ao Norte, vocês, sentados à Oeste e vocês, sentados ao Sul, ao final da estrada: eu saúdo a todos vocês.

Após uma breve pausa, ele continua:

- Meus irmãos, essa é uma noite especial. Uma noite na qual os quatro filhotes devem conquistar seu lugar na sociedade Garou. Porém, é com imensa tristeza que os indico ao rito. Tristeza... por perder um grande irmão, vítima da própria curiosidade. Urso Magro, o qual jaz ao lado de seus fiéis guerreiros – ele aponta para leitos de palha coberto de flores, com os respectivos corpos – nesse mesmo local sagrado, irmãos. E agora, muito mais do que trazer provas de sua coragem aos Espíritos aqui presentes e à toda Nação Garou, esses jovens têm a missão de honrar Urso Magro e seus companheiros. Meus amigos e irmãos aqui presentes, convoco agora os quatro filhotes. Grande espírito Uktena, o qual nos acompanha nessa Assembléia, inspire esses jovens à apresentação perante o caern!

Nenhum comentário: