5 de abr de 2009

O que é RPG? (Parte I)

O RPG (Role Playing Game) é um jogo de interpretação. Os jogadores se reúnem em torno de uma mesa (pode ser no chão mesmo, vai depender do local disponível), criam um personagem e tentam interpretá-lo, ao seu modo, como se todos estivessem "brincando" de teatro. Porém, suas falas e ações não estão preescritas, fazendo com que o jogador as invente no desenrolar do jogo, de acordo com o que a situação exigir.
Bem, já ouvi todos os tipos de perguntas e comentários sobre o jogo nos meus curtos 3 anos de RPG... e gostaria de reunir algumas delas aqui e ir respondendo, aos poucos.

"Já ouvi falar de RPG. É aquele jogo de invocar o demônio, que enlouquece as pessoas?"

Oh, apesar de tal afirmação ser completamente IMBECIL eu já a ouvi várias vezes. As pessoas que a dizem, no entanto, geralmente não têm culpa de pensar assim. Afinal, histórias publicadas na mídia já sujaram gravemente o nome do RPG, usando-o como justificação de crimes horríveis. Por ser um jogo desconhecido, as pessoas tendem a acreditar em QUALQUER afirmação que for feita sobre ele. Assim, surge o preconceito aos RPGistas. Para maiores informações, recomendo um link muito didático:


"Jogo de interpretação? Isso quer dizer que preciso usar uma fantasia ou uma roupa específica do meu personagem para jogar"?

Não, não precisa. A princípio, é difícil compreender, mas o RPG é um jogo que brinca com a imaginação - e essa é a sua principal ferramenta. Os jogadores irão se reunir em torno de uma mesa (de preferência, uma bem grande) e começarão, através de gestos, narrações e até de desenhos a descrever seus respectivos personagens, sempre seguindo a orientação da ficha do seu personagem. Porém, é importante fazer um rápido comentário sobre os Live Actions. Esse "forma"de jogar RPG requer sim que os jogadores estejam caracterizados, mas ela acontece geralmente quandos os jogadores já têm experiência e conhecimento suficiente acerca das regras e do método do jogo.

"Ficha, que ficha?"

A ficha é um pedaço de papel que contém a parte "técnica" do seu personagem: nome, idade, sexo, habilidades, fraquezas, etc. A ficha necessita ser montada antes de qualquer sessão (assim chamamos o tempo de "reunião" dedicado ao jogo), para que os jogadores estabeleçam o que sabem ou não fazer, pois isso decidirá o rumo dos personagens durante a campanha.

"Acho que estou entendendo... mas, como faço para ganhar o jogo?"

Eis aí uma das afirmações mais bizarras a respeito do RPG (para os leigos): ninguém ganha. O RPG estimula o trabalho em equipe. Os jogadores têm de vencer os desafios impostos pelo Narrador*, porém os personagens não "ganham" no final da sessão - eles evoluem! São distribuídos pontos para melhorar os atributos de sua ficha. Para ganhar mais "pontos", você deve interpretar bem, ou seja, dar asas à imaginação!

*Narrador: também conhecido por "Mestre". É o responsável por criar a aventura - cenário, personagens secundários (PDM's), desafios - que os personagens jogarão.

Enfim, espero que esse pequeno artigo tenha ajudado a esclarecer alguns conceitos. Caso haja qualquer dúvida (eu disse QUALQUER dúvida!), deixem um comentário aqui e eu tentarei explicar o que estiver ao meu alcance...

____________________________________________________

Disponibilizei hoje os primeiros livros no diretório do 4shared. O link para o disco virtual pode ser encontrado na seção "Livros" e o link direto aqui:

Um comentário:

Don Panda disse...

Ficha, que ficha? Olhou porque é... ah, esquece